domingo, 19 de setembro de 2010




A imagem é menos a de um círio ardendo suas últimas chamas em uma catedral destruída e abandonada, que a volta de um sol primaveril após um longo inverno. O Inscritos teve direito a seu hibernum... E nesse tempo de ausência, a falta da mão humana, o silêncio quase absoluto, e a brisa gelada fizeram acumular o pó por todos os recantos; assim como deram ensejo às aranhas de tecerem suas teias – armadilhas e vaidade. Mas eis que volto, esse irresponsável anfitrião. Volto de cabeça baixa e ressabiado, mais tímido do que antes, carregando uma culpa pela distância, pela falta de convívio com a(o)s amiga(o)s, pelo tempo perdido com o não trocar de idéias e pela falta de carinho e abraços com as palavras. E, a gente sabe, as palavras são indóceis e temperamentais, não são de tolerar desleixos de amante. Por isso, espero, vou me redobrar na arte da corte a elas: meio e fim de tudo.
Corte que persistirá com seus percalços; corte de galanteador desajeitado, que a vergonha faz tremer o corpo e gaguejar a fala e não saber onde pousa as mãos. E que apela para a compaixão amorosa dessa jovem senhora, a linguagem, e sua capacidade de ler em meus olhos e em meu jeito, o profundo sentimento guardado à força; mas que transborda e mina em cada gota de suor frio.
E é isso. De minha janela vejo já o sol imenso, esplendendo sua luz farta, invadindo a casa e o mundo, fazendo arder as pedras. Eu, que volto, aproveito a oportunidade e mudo de abrigo. Este é o último post aqui no blogspot. Peço a gentileza de todos aqueles que já passaram por aqui, e daqueles que porventura chegarem ainda, que visitem meu novo lar. Ele é um presente de meu amigo Dimas Lins, nosso Diminhas, o arquiteto engenhoso de moradas aconchegantes. A nova casa não tem apenas um novo endereço. Tem novo visual e novo “conceito”. O Inscritos alarga o leque temático, sem abandonar os poemas, contos, etc. Pretende falar de cotidiano, da cidade, de viagens, de música, de livros, de política...
Espero que a mudança seja para o bem. A mudança é açodada, pois há reparos ainda para serem feitos na nova edificação. Mas sua aparência atual já comporta a visita de amigos, que dispensam maiores cerimônias. Despeço-me por aqui. E desejo muito que vocês batam em nova porta; vou estar junto a ela, feliz da vida por recebê-los nesse novo tempo. Até breve!
E pergunta-se: qual o novo endereço? É www.inscritosempedra.com

5 comentários:

Magna Santos disse...

Quase não acreditei, quando vi o Inscritos subir na minha lista de blogs, a qual é configurada por ordem de atualização. Maravilha, Josias!
Não te avexe não, a palavra é também generosa e sabe perdoar aqueles que a tratam bem.
Se esta foi a despedida do endereço blogspot, a "recepção" no outro será uma explosão de delicadeza? Bom, mas lembrando a linguagem: explosão e delicadeza não combinam lá muito bem. Será então como foi esta, delicadeza e redenção.
Abraços!
Magna
Obs.:já visitei tua nova casa. Está muito legal. Dimas é mesmo danado. Só senti falta de tua lista imensa de blogs, porque eu sempre filava uns cantinhos para visitar.

Josias de Paula Jr. disse...

Obrigado, Magana! Hoje já tem novos textos no novo Inscritos.
Quanto à lista de blogs, você tem toda razão. É um dos reparos que eu falei que ainda faltam ser feitos. Na verdade, ainda estou precisando aprender como se mexe direitinho no wordpress... Logo logo a lista estará lá. Um grande abraço!

Luna Freire disse...

Sentimos falta de tuas inscrições em pedra... Que bom as termos de volta!!! Vou agorinha mesmo visitar tua nova casa.

£zterliu disse...

Ahh meu bem, matando meu blog de fome, assim como vc tava fazendo com o seu, a vida tá menos poética do que deveria. Vou lá no site novo pra ver se me inspiro. Beijos!

Noé disse...

Feliz 2011 !